Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal


A Eletrobras Eletronuclear está presente na vida das comunidades vizinhas à Central Nuclear há muito tempo. Essa presença se faz sentir em áreas como meio ambiente, educação, saúde,esporte, cultura e a promoção de novas atividades econômicas em uma região carente de políticas públicas. E a construção de Angra 3 intensificou ainda mais esta presença através do cumprimento às mais de 100 condicionantes estabelecidas nas licenças do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Importância da geração nuclear

Grande parte da eletricidade gerada no Brasil tem origem hidráulica, mas, para se garantir o bom funcionamento do sistema elétrico nacional, é preciso que haja diversidade na sua composição. A eletricidade de origem térmica (nuclear, gás, óleo e carvão etc.) ajuda a controlar, com elevada segurança, o nível dos reservatórios de água que suprem as hidrelétricas. Usinas nucleares geram energia a partir do calor liberado pela fissão do núcleo do átomo do urânio enriquecido, mas com uma diferença: ao contrário das outras fontes térmicas, elas não produzem gases poluentes e causadores do efeito estufa. Usinas nucleares ocupam áreas relativamente pequenas (3,5km2, no caso de Angra do Reis), ficam próximas aos centros consumidores – evitando, portanto, perdas de energia em longas linhas de transmissão –, e se abastecem com urânio, minério abundante no Brasil. A construção da Central Nuclear de Angra permitiu que a flora da região fosse restaurada e se integrasse ao corredor verde das unidades de conservação ligadas ao Parque da Bocaína.

Assista aos nossos vídeos e conheça mais sobre a Presença Eletronuclear: